terça-feira, 5 de abril de 2016

Exame da OAB: XIX Exame: FGV retifica gabaritos da prova objetiva

A Fundação Getúlio Vargas publicou na tarde da última segunda-feira, dia 4, o gabarito retificado do 19º Exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Na atualização, foram alteradas as respostas de duas questões, em relação ao gabarito divulgado no último domingo, ambas da disciplina de Direito do Trabalho. Os resultados preliminares das provas objetivas serão divulgados no próximo dia 14. Já o prazo para recursos vai do dia 15 ao dia 18, na página do exame.

Veja o comunicado da FGV sobre a alteração nos gabaritos:

“A Fundação Getulio Vargas comunica a todos os interessados que nesta data foi republicado o gabarito preliminar da prova objetiva (1ª fase) do XIX Exame de Ordem Unificado, em face de erro material em alternativa apontada como a correta para duas das questões integrantes da prova.
Por se tratar de erro material, sanável até a divulgação do resultado preliminar da prova objetiva (subitem 5.2.2 do edital de abertura), a FGV afirma que a correção será realizada com base no gabarito retificado, que estará disponível hoje (04/04/2016) às 16h no site http://oab.fgv.br e que deve ser considerado pelos examinandos para todos os efeitos.”
 
Confira as questões retificadas:
 
 
Tipo / Cor de Prova
Questão
Gabarito Preliminar
Gabarito Retificado
Tipo 1 – Branca
71
B
D
Tipo 2 – Verde
73
B
D
Tipo 3 – Amarela
72
B
D
Tipo 4 - Azul
73
B
D
 
 
Tipo / Cor de Prova
Questão
Gabarito Preliminar
Gabarito Retificado
Tipo 1 – Branca
73
D
B
Tipo 2 – Verde
75
D
B
Tipo 3 – Amarela
74
D
B
Tipo 4 - Azul
71
D
B

SDS-PE: Saíram os editais dos concursos para as Polícias Civil e Científica

Foram divulgados nesta terça, 5 de abril, os tão esperados editais do concurso para as polícias Civil e Científica de Pernambuco, com o intuito de preencher 966 vagas, sendo 650 para a área Civil, que contemplam os seguintes cargos: agente de polícia (500), delegado de polícia (100) e escrivão de polícia (50). Além de 316 vagas para a Polícia Científica, com chances para auxiliar legista (73), auxiliar de perito (96), perito papiloscopista (51), médico legista (40) e perito criminal, em diversas áreas (56). Do total, 38 vagas destinam-se a pessoas com deficiência física (PCD).
Todas as oportunidades são para nível superior, além disso é exigido Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo, na categoria B. As remunerações variam de R$3.276,42 a R$9.069,81, para oito horas diárias ou 40 horas semanais, em ressalvo as jornadas especiais, em regime de plantão — uma hora de trabalho para três de descanso. A validade do concurso será de dois anos, podendo prorrogar por igual período, uma única vez. As inscrições estarão abertas a partir das 10h da e quinta-feira, dia 7, e seguirão até 26 de abril. 
Os interessados devem acessar o site do organizador, Cebraspe, para garantir a participação. Será necessário preencher o formulário online, além de imprimir o boleto bancário, cujo valor varia de R$160 a R$200. O pagamento poderá ser realizado até 12 de maio, em qualquer banco, bem como nas casas lotéricas e nos Correios. Será concedido a isenção da taxa para os candidatos inscritos no Programa Social do Governo Federal (CadÚnico) ou membros de família de baixa renda. A solicitação de isenção poderá ser feita durante o período de inscrição.
Os participantes serão submetidos a duas fases de avaliação. A primeira será composta por diversas etapas: exame objetivo/discursivo, prova de capacitação física, avaliação psicológica, exame médico, investigação social e avaliação de títulos. A segunda fase será formada por um curso de formação. A prova objetiva/discursiva será aplicada no mesmo dia e turno, no em 12 de junho. Os locais e horários do exame serão divulgados no dia 3 do mesmo mês. O último resultado de avaliação, antes da convocação para o curso de formação, está previsto para o dia 17 de março de 2017. 
www.cespe.unb.br/cebraspe 

sábado, 26 de março de 2016

Polícia Civil-SP: Secretário garante concurso para todas as carreiras no início do ano

A Polícia Civil de São Paulo irá realizar no início de 2017 uma nova série de concursos para todas as carreiras. A informação foi confirmada na última terça-feira, dia 22, pelo secretário de Segurança, Alexandre de Moraes, que informou que o planejamento das novas seleções pode ser iniciado entre os meses de julho e setembro deste ano. “Vamos aguardar até o terceiro trimestre e a partir disso vamos fazer uma elaboração para no começo do ano abrir concurso para todas as carreiras”, garantiu.  Moraes ainda destacou o planejamento de realizar concursos anuais para a instituição.  “A nossa ideia de gestão é que a partir de agora nós tenhamos todo ano um concurso. Com isso você já tem uma previsibilidade para repor não só as vagas que já estão abertas como também aquelas de quem vai se aposentar. Como nos já fazemos na Polícia Militar, vamos fazer na Polícia Civil e na Técnico-Científica”, concluiu.
De acordo com o diretor da Divisão de Administração de Pessoal do Departamento de Administração e Planejamento (DAP) da Polícia Civil, Glaucus Vinicius Silva, um pedido de concurso para o órgão já tramita nas Secretarias da Fazenda e de Planejamento e Gestão. Após esta etapa será enviado para a autorização do governador Geraldo Alckmin. “O pedido tramita na Gestão e na Fazenda para então ser autorizado pelo governador. Os candidatos não devem parar de estudar, pois se o concurso for autorizado será algo rápido por conta das necessidades”, orientou Glaucus.
No pedido enviado, a Polícia Civil solicita o preenchimento de 3.176 vagas, para serem divididas entre a realização de novos concursos e o aproveitamento de remanescentes. Do total de vagas, 851 são para cargos de nível médio e 2.325 para nível superior. O destaque fica para as funções de 2º grau, casos de agente policial, auxiliar de papiloscopista e agente de telecomunicações. As carreiras não fizeram parte da última série e também não contam concurso em validade, o que indica que farão parte do grupo que contará com novos editais. Além destes, há oportunidades também para outras funções de nível médio, como atendente de necrotério e auxiliar de necropsia, papiloscopista, desenhista, fotógrafo técnico pericial. Para nível superior as oportunidades são de perito, médico legista, investigador, escrivão e delegado. 

De acordo com o último levantamento de pessoal da Polícia Civil, divulgado em abril de 2015, o órgão conta com uma carência de 7.305 vagas em funções de 3ª classe, na qual os servidores iniciam a carreira. O número porém deve aumentar significativamente no próximo levantamento, tendo em vista as aposentadorias decorrentes da Lei Complementar 144/2014, que reduziu para 65 a aposentadoria compulsória no serviço policial. Apesar de a medida ter sido revogada em dezembro do ano passado, com a Lei Complementar 152/2015, sindicatos da área polícia informaram que houve uma baixa de aproximadamente 2 mil servidores durante a vigência da lei. 

Goiânia-GO: Saiu edital para 4.725 vagas em todos os níveis

Ótima oportunidade para candidatos que buscam a tão sonhada estabilidade empregatícia. A Prefeitura de Goiânia, capital de Goiás, divulgou edital de novo concurso público com o objetivo de preencher 4.725 vagas na Secretaria Municipal de Educação e Esporte, sendo 237 destinadas a pessoas com deficiência, distribuídas em todos os níveis de escolaridade. Há chances para atuação em cargos de assistente administrativo educacional (512 vagas), auxiliar de atividades educativas (2.250), agente de apoio educacional (1.449) e profissional de educação PE II (514). As remunerações variam entre R$880 e R$2.135,33, com carga horária de 30 horas semanais.
Os interessados devem formalizar os pedidos de inscrição a partir de 21 de abril e até 19 de maio, exclusivamente via internet, no endereço eletrônico da Universidade Federal de Goiás (
UFG), organizadora. Após o preenchimento do formulário de inscrição, o candidato deverá imprimir o boleto bancário para recolhimento da taxa fixada entre R$40 e R$100, que deverá ser quitada até a data limite em qualquer agência bancária. Os pedidos de isenção deverão ser realizados entre os dias 21 e 25 de abril, no site da organizadora, e a relação com os pedidos deferidos será divulgada no dia 3 de maio. 

Os candidatos serão submetidos a uma prova de múltipla escolha prevista para o dia 8 de maio, composta por 40 a 70 questões, que será aplicada a todos os cargos, versando sobre os conteúdos de Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos Gerais e Específicos. Os concorrentes aos cargos de nível superior serão avaliados também por meio de uma redação. A validade do concurso é de dois anos, podendo ser prorrogada, uma única vez, por igual período, a critério da administração do executivo municipal.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Polícia Civil/GO: governador confirma novo concurso

No final de fevereiro, o governador do Estado de Goiás, Marconi Perillo, anunciou a implantação de uma "força-tarefa" para combater a criminalidade do Estado.
Dentre as medidas está a confirmação da realização de um novo concurso público para a Polícia Civil/GO.
O político anunciou, em setembro de 2015, que faria o certame; agora, divulgou que serão abertas 500 vagas para o cargo de agente com ensino médio completo. O vencimento oferecido é estimado em R$ 1.500. 
Ainda não há previsão para o lançamento do certame. Mas Perillo quer adiantar o andamento do concurso para que o futuros servidores da Polícia Civil de Goiás estejam na ativa até o final de 2016.
No final de 2014, a Polícia Civil do Estado de Goiás publicou edital com 100 oportunidades para a carreira de papiloscopista, que destinou-se aos candidatos com formação superior. A remuneração inicial correspondeu a R$ 3.357,12.

Sob a organização da Fundação Universa, o processo seletivo foi dividido em duas etapas. Na primeira, os concorrentes passaram por provas objetiva e discursiva, avaliação médica, teste de aptidão física, análise psicológica e investigação social. Já a segunda foi o curso de formação.

FONTE: JCCONCURSOS

Ibama: Vagas de analista constarão de novo pedido

Até o dia 31 de maio, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) enviará um novo pedido ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), para a abertura de concurso. De acordo com a Assessoria de Imprensa, o Ibama está concluindo a reorganização institucional e a realocação da força de trabalho, com o objetivo de reiterar a solicitação para o novo concurso.
Ainda segundo o departamento de comunicação, o Planejamento recomendou que, ao reapresentar esse pedido, o instituto demonstre quais foram as ações adotadas para a reestruturação dessa força de trabalho. O pleito havia sido feito pelo Ibama, em maio do ano passado, para 680 vagas, sendo 500 de analista ambiental e outras 180 de analista administrativo, funções de nível superior. A Assessoria informou também que, no momento, apenas esses dois cargos deverão ser incluídos no pedido reencaminhado.
No entanto, o concurso para técnicos administrativos realizado em 2012, com oferta de 300 vagas, teve sua validade estendida até 17 de dezembro deste ano, não podendo mais ser prorrogado. Como a nova seleção ocorrerá apenas em 2017, sem um cadastro válido para a convocação de futuros técnicos, é possível que essa carreira seja acrescentada na solicitação, fato ainda não confirmado pela Assessoria. Já o último concurso de nível superior, disponibilizou 169 vagas, sendo 108 de analista ambiental e 61 na área administrativa. Na ocasião, o Rio de Janeiro contou com 15 vagas na especialidade ambiental. A seleção foi feita por meio de provas objetiva e discursiva. Os cargos proporcionam ganhos iniciais de R$7.675,45. A contratação é feita pelo regime estatutário.

segunda-feira, 21 de março de 2016

Prof. Eduardo Tanaka: Previdenciário - Aula 08 (Regimes Previdenciários)

                   



Aula com o Prof. Eduardo Tanaka, especialista em Direito Previdenciário e Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil.
Neste vídeo, o Prof. Eduardo Tanaka discorre sobre os regimes previdenciários existentes no Brasil, uma aula fundamental para a compreensão do nosso sistema previdenciário.
Inscreva-se no canal do Prof. Eduardo Tanaka e no canal da Editora Atualizar no YouTube, aulas grátis e de qualidade para toda a sociedade.

sábado, 19 de março de 2016

Polícia Civil-SP: Após posse dos aprovados, Acadepol deve concentrar esforços em nova série de concursos

A posse dos primeiros aprovados na última série de concursos da Polícia Civil de São Paulo acontece no próximo dia 22, no Palácio das Convenções do Anhembi. Ao todo tomarão posse 1.078 servidores, nomeados no último dia 8 pelo Governador Geraldo Alckmin. Após a conclusão desta etapa a Polícia Civil deve se concentrar na abertura de um novo pacote de seleções, que ainda necessita da autorização do governador Geraldo Alckmin. A expectativa é de que os novos concursos sejam autorizados nos próximos meses, tendo em vista que a abertura de concursos já está prevista na Leia Orçamentária de 2016. 
A expectativa é de que sejam preenchidas 3.176 vagas, que serão divididas entre a realização de novos concursos e o aproveitamento de remanescentes. Do total de vagas, 851 são para cargos de nível médio e 2.325 para nível superior. Agora a instituição aguarda o aval do governador Geraldo Alckmin, antes de iniciar a elaboração de uma nova série de concursos.
O destaque fica para as funções de 2º grau, casos de agente policial, auxiliar de papiloscopista e agente de telecomunicações. As carreiras não fizeram parte da última série e também não contam concurso em validade, o que indica que farão parte do grupo que contará com novos editais. Além destes, há oportunidades também para outras funções de nível médio, como atendente de necrotério e auxiliar de necropsia, papiloscopista, desenhista, fotógrafo técnico pericial. Para nível superior as oportunidades são de perito, médico legista, investigador, escrivão e delegado. 

De acordo com o último levantamento de pessoal da Polícia Civil, divulgado em abril de 2015, o órgão conta com uma carência de 7.305 vagas em funções de 3ª classe, na qual os servidores iniciam a carreira. O número porém deve aumentar significativamente no próximo levantamento, tendo em vista as aposentadorias decorrentes da Lei Complementar 144/2014, que reduziu para 65 a aposentadoria compulsória no serviço policial. Apesar de a medida ter sido revogada em dezembro do ano passado, com a Lei Complementar 152/2015, sindicatos da área polícia informaram que houve uma baixa de aproximadamente 2 mil servidores durante a vigência da lei.

quinta-feira, 17 de março de 2016

CGU: Planejamento analisa pedido de 620 vagas para analista

O Ministério do Planejamento analisa pedido de concurso da Controladoria Geral da União (CGU) para 620 vagas de analista de finanças e controle, cargo que requer ensino superior completo, em qualquer área, e garante remuneração inicial de R$15.461,70, incluindo o auxílio-alimentação, de R$458. No último dia 11, houve avanço na tramitação do processo referente ao pedido, que trata também do ressarcimento de pessoal cedido. Segundo consta no site Protocolo Integrado, do governo federal, o andamento do processo foi interrompido, aguardando agora resposta do Gabinete da Secretaria de Gestão de Pessoas e Relações do Trabalho quanto à minuta de ofício.
A CGU tem urgência na realização do concurso, uma vez que trabalha com apenas 43% do seu quadro preenchido, segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon Sindical), Rudinei Marques. O órgão pode ainda perder 412 analistas nos próximos três anos. Além de analista, a CGU pleiteia concurso para 77 vagas em cargos de nível superior da área administrativa, sendo 40 de administrador, 12 de contador, oito de médico (20h), cinco de engenheiro civil, quatro de arquiteto, duas de engenheiro eletricista, duas de engenheiro mecânico, duas de assistente social e duas de psicólogo. Para esses, os iniciais são de R$6.054,31 ou R$4.083,42 (médico).

quarta-feira, 16 de março de 2016

SAP-SP: Editais até junho para 1.679 vagas; até R$7 mil

A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo irá publicar até junho os editais de seus concursos para o preenchimento de 1.679 vagas iniciais. A diretora do centro de seleção da pasta, Daniela Marinho Nunes Borsetti, informou que a comissão organizadora iniciará nos próximos dias o processo de escolha da organizadora, que deve acontecer por meio de dispensa de licitação. Ela ressaltou ainda que todos os concursos com fase única serão homologados ainda este ano. Neste caso a exceção fica por conta da carreira de agente de segurança penitenciária que conta com teste físico. 
Das vagas, 1.034 são somente para o cargo de agente de segurança penitenciária de classe I, que exige nível médio completo e possui remuneração inicial de R$3.267,39, já incluso adicional de insalubridade de R$571,51. Há ainda 265 vagas para o cargo de oficial administrativo, também de nível médio, que possui remuneração de R$1.118 já incluso abono complementar de R$86. A remuneração pode chegar a R$1.308 caso o servidor alcance 100% do prêmio de desempenho individual. 
Outras 252 vagas são para o cargo de médico I, que exige superior em medicina e registro no conselho de classe e possui remuneração de R$4.575 para a jornada de 20h semanais e de R$5.440 para a jornada de 24h semanais, já incluso adicional de insalubridade de R$250. Os valores ainda podem chegar a R$6.250 e R$7.450, de acordo com a carga horária semanal, caso os servidores alcancem 100% do prêmio de produtividade médica.

As demais oportunidades são para os cargos de agente técnico de assistência a saúde – psicólogo (42), agente técnico de assistência a saúde – terapeuta ocupacional (5), analista sociocultural – pedagogo (5) e analista administrativo (25), todos de nível superior e para o cargo de técnico de enfermagem (51), de nível médio/técnico. Neste caso as remunerações variam de R$1.754,74 a R$2.695,34.
Os concursos foram autorizados pelo governador Geraldo Alckmin do último dia 23 e visam o preenchimento de vagas para o ano de 2017. Já a comissão organizadora foi formada no último dia 26 de fevereiro.

Assembleia-MS: Aberta licitação para contratar organizadora. 2º e 3º graus

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul iniciou oficialmente os preparativos do primeiro concurso público da história da Casa. Saiu no Diário Oficial do Poder Legislativo desta terça-feira, dia 15, o edital de licitação para contratação da organizadora, que ficará responsável pela seleção para cargos efetivos, de níveis médio e superior, do quadro de pessoal da Assembleia. A licitação será na modalidade pregão presencial, no tipo menor preço global, marcada para o dia 1º de abril, às 9h. O local da entrega dos envelopes será no Plenarinho Nelito Câmara.
Na semana passada, a Mesa Diretora da Assembleia solicitou oficialmente ao Ministério Público do Estado (MPE-MS) e à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS) a indicação de representantes para o acompanhamento dos trabalhos realizados pela comissão do concurso. O procurador-geral de Justiça, Humberto de Matos Brittes, designou o 18º promotor de Justiça de Campo Grande, Fabio Ianni Goldfinger, para acompanhar os trabalhos da comissão. Já o presidente da OAB-MS, Mansour Elias Karmouche, indicou as advogadas Eclair Socorro Nantes Vieira e Eliane Rita Potrich.

O concurso está em pauta desde 2014, quando o deputado Jerson Domingos (PMDB) solicitou que fossem tomadas as medidas necessárias para a abertura da seleção. Em dezembro do ano passado, o presidente do Legislativo, deputado Junior Mochi (PMDB), informou a previsão do novo edital para abril. Quando o concurso entrou em pauta, falava-se em 350 vagas, porém esse número não foi confirmado pela Casa.

terça-feira, 15 de março de 2016

PROF. MARCO MIGUEL - REVISÃO DE DIREITO CONSTITUCIONAL EM EXERCÍCIOS - TÉCNICO DO INSS


REVISÃO DE DIREITO CONSTITUCIONAL 
EM EXERCÍCIOS - TÉCNICO DO INSS
(online)


CONTEÚDO: Serão mais de 180 afirmativas (retiradas das provas realizadas pelo Cespe) divididas em blocos de acordo com conteúdo de DIREITO CONSTITUCIONAL previsto no edital de técnico do INSS.

SISTEMA: online - o aluno deverá ter um email do "gmail". Caso não tenha, é fácil de criar! 
O aluno terá acesso a: 
1. questões em pdf (permitido o download);
2. vídeos com as questões comentadas (não será permitido o download);
3. pdf dos slides utilizados nos vídeos (permitido o download);

O módulo terá, no mínimo:

- direitos e deveres individuais e coletivos - 70 afirmativas
- direitos sociais - 30 afirmativas
- nacionalidade - 20 afirmativas
- direitos políticos - 20 afirmativos
- administração pública - 40 afirmativas

O módulo é dividido em vídeos (cada um com 4 questões!!)

Após o lançamento, serão disponibilizadas 40 questões por semana até atingir 180 afirmativas (ahh acho que poderemos chegar a 200 afirmativas!!!) 

PRAZO DE ACESSO: o acesso será permitido até a data prova, sem limite para visualizações!!

LIBERAÇÃO: em até 24 horas após a confirmação do pagamento pelo pagseguro. 

VALOR: R$ 25,00 - via pagseguro - que permite pagamentos com cartões de débito e crédito (verificar taxa de juros em caso de parcelamento), transferência bancária ou boleto. 

Assista a uma aula: 


                       


Adquira o módulo agora!!!!

MAIS INFORMAÇÕES: marcomiguel2012@gmail.com 

FONTE: BLOG PROFESSOR MARCO MIGUEL

TIPARACONCURSOS: Parceiro do Blog Concurseiro Guerreiro - Novo site - Algumas novidades que virão por aí



Correria INSS - dica 17 - constitucional - Marco Miguel

                   


Vamos lá!!! Mais um vídeo da "correria para o INSS"!!! 

Aproveite e entre neste link ( http://zip.net/bfsYmZ ) para conhecer o módulo de revisão de constitucional em exercícios para o técnico do inss!!

XLV - nenhuma pena passará da pessoa do condenado, podendo a obrigação de reparar o dano e a decretação do perdimento de bens ser, nos termos da lei, estendidas aos sucessores e contra eles executadas, até o limite do valor do patrimônio transferido;

XLVI - a lei regulará a individualização da pena e adotará, entre outras, as seguintes:

a) privação ou restrição da liberdade;

b) perda de bens;

c) multa;

d) prestação social alternativa;

e) suspensão ou interdição de direitos;

XLVII - não haverá penas:

a) de morte, salvo em caso de guerra declarada, nos termos do art. 84, XIX;

b) de caráter perpétuo;

c) de trabalhos forçados;

d) de banimento;

e) cruéis;

Correria INSS - dica 16 - constitucional - Marco Miguel

                   



Assunto sempre cobrado pelo Cespe! Assista, curta e compartilhe!

Conheça o módulo de revisão de constitucional: acesse o link http://zip.net/bcsYzN 
Dispositivos da aula

XLII - a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei;

XLIII - a lei considerará crimes inafiançáveis e insuscetíveis de graça ou anistia a prática da tortura , o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, o terrorismo e os definidos como crimes hediondos, por eles respondendo os mandantes, os executores e os que, podendo evitá-los, se omitirem;

XLIV - constitui crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático;

TRE/SP: novo concurso em pauta para técnico e analista

Quem possui ensino médio ou nível superior e pretende ingressar na área judiciária poderá contar com boas oportunidades no concurso público que será realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE/SP). A seleção já possui uma comissão formada, que ficará responsável pela elaboração do edital de abertura de inscrições, com oportunidades para os cargos de técnico judiciário, com exigência de ensino médio, e analista judiciário, para quem possui nível superior.
As áreas de atuação para cada cargo ainda serão definidas. Desta forma, para algumas também poderá ser cobrada formação específica, além da escolaridade. As remunerações iniciais são de R$ 5.365,92 para técnicos e R$ 8.803,97 para analistas.
O concurso já pode ser dado como certo, uma vez que foi contemplado, inclusive, no orçamento federal de 2016. A intenção era iniciar o certame ainda no primeiro semestre. Porém, de acordo com informações obtidas junto ao setor de recursos humanos, os procedimentos para elaboração do documento devem demorar um pouco mais, por decisão administrativa, em virtude da situação econômica pela qual o país tem passado. Porém, ressaltam que o concurso está confirmado e quem pretende ingressar já pode dar início aos estudos.
Por enquanto, o órgão ainda conta com um concurso em validade, até 2 de julho, podendo ainda convocar alguns remanescentes. A expectativa é de que, a partir de então sejam acirrados os procedimentos para a nova seleção, no segundo semestre.

Áreas de Atuação
Algumas áreas que costumam ser incluídas são as de técnico e analista na área administrativa, que exigem apenas ensino médio e superior em qualquer área, respectivamente, bem como analista na área judiciária, que pede formação em direito.

Novas vagas
Independente da oferta de vagas, o órgão costuma chamar muitos remanescentes durante o prazo de validade, de acordo com as necessidades.
Além disso, em 28 de julho de 2015, a presidente Dilma Rousseff sancionou a lei 13.150, que cria 332 vagas para técnicos e analistas em TREs de todo o país. Destas, 66 são para São Paulo, sendo 33 técnicos e 33 analistas.
De acordo com responsáveis pelo setor de recursos humanos, as 33 de técnicos já estão sendo preenchidas por aprovados no último concurso. Já as 33 de analistas ainda aguardam decisão se serão preenchidas por remanescentes ou se ficarão para o novo certame.

Taxas
As taxas do próximo concurso já foram definidas no orçamento de 2016 e serão de R$ 70 para técnicos e R$ 85 para analistas.
Previsão de inscrições
O projeto também conta com uma projeção, em termos de previsão de candidatos. A perspectiva é de 115 mil inscritos, sendo 74 mil para técnicos e 41 mil para analistas.

Último Concurso
O último concurso ocorreu em 2011, quando foram oferecidas 111 oportunidades, sendo 59 para técnicos e 52 para analistas.
No caso de técnicos, para a área administrativa foram 46 vagas. As demais foram para as áreas de apoio especializado – especialidade operação de computadores (oito), especialidade programação de sistemas (três) e especialidade artes gráficas (duas).

Para os analistas, a maior oferta foi para a área judiciária, com 32 vagas. Para a área administrativa foram seis. As demais foram para apoio especializado especialidade medicina – psiquiatria (uma), especialidade psicologia organizacional (uma), especialidade contabilidade (seis), especialidade estatística (duas) e especialidade análise de sistemas (quatro). A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas.

FONTE: JCCONCURSOS

IBGE abrirá concursos com mais 82 mil vagas até junho

Ainda em 2016, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) deve lançar mais dois editais de processo seletivo simplificado que, juntos, somarão 82.023 oportunidades temporárias. 
Serão selecionados profissionais em todos os Estados do país, para atuarem no Censo Agropecuário 2016, nos cargos de agente censitário e recenseador.
De acordo com a assessoria de imprensa do IBGE, ainda não foi definido quando os certames serão de fato abertos, entretanto, a data final para o lançamento dos editais é o dia 14 de junho, quando vence o prazo estipulado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).
Outro detalhe informado pelo setor de comunicação é que, no caso da primeira seleção, as provas acontecerão ainda em 2016, enquanto as avaliações do segundo concurso devem ser realizadas no início de 2017.

Distribuição das vagas do IBGE
No primeiro certame haverá chances para os cargos de agente censitário municipal (5.500 vagas), agente censitário supervisor (12.540) e agente censitário de informativa (174). O posto de agente (em todas as áreas) requer ensino médio completo.
Já o segundo edital oficializará a abertura de 62.400 colocações para a função de recenseador, que admite candidatos com nível fundamental.
Os salários oferecidos aos futuros contratados ainda serão definidos pelo IBGE. 


Último concurso para o Censo do IBGE
Em 2013, o IBGE lançou edital de concurso com 7.825 oportunidades temporárias. A seleção ficou sob a organização da Fundação Cesgranrio e contemplou ofertas para 546 municípios distribuídos entre os 26 Estados, mais o Distrito Federal.
Do total de oportunidades, 7.600 vagas foram para a colocação de agente de pesquisas e mapeamento, que exigiu nível médio. As demais chances se destinaram aos postos de agente de pesquisas por telefone (180), analista censitário de geoprocessamento (27) e supervisor de pesquisas (18) – a primeira função necessitou de ensino médio, já as duas últimas tiveram como requisito o diploma de graduação.

Todos os concorrentes passaram por testes objetivos com questões de múltipla escolha no início de 2014.

FONTE: JCCONCURSOS

MTE: Reapresentado pedido de concurso para auditor-fiscal

A bola agora está novamente com o Ministério do Planejamento. O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) informou à FOLHADIRIGIDA que já reapresentou à pasta responsável pela autorização de concursos o pedido para a abertura de 847 vagas de auditor-fiscal do Trabalho. O cargo tem requisito de ensino superior completo (qualquer área) e remuneração inicial de R$16.201,64, incluindo auxílio-alimentação, de R$458.
O objetivo é preencher as 847 vagas de forma escalonada, em três anos, conforme havia sido sinalizado pelo Planejamento em nota encaminhada ao MTE no fim de 2014. No documento, a pasta indicava que iria autorizar a seleção nesses moldes. O presidente do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho (Sinait), Carlos Silva, já afirmou que irá cobrar o que considera um compromisso assumido pelo Planejamento.
Carlos Silva também informou que, em reunião recente com o sindicato, o secretário de Inspeção do Trabalho, Paulo Sérgio de Almeida, afirmou que as negociações junto ao Planejamento caminham para que a seleção de auditor seja uma das primeiras a serem autorizadas quando forem encerradas as restrições à liberação de concursos por parte do governo federal.

A carreira de auditor possui mais de 1.100 cargos vagos, no entanto, a carência é de mais de 5 mil servidores, considerando-se os parâmetros estabelecidos pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). O efetivo atual é o menor em 20 anos, segundo o Sinait, o que prejudica a atuação do órgão no combate a mazelas como o trabalho infantil, o análogo ao escravo, entre outras.

Apoio -
 O MTE solicitou ainda autorização para nomear 208 excedentes do concurso para servidores administrativos, aberto em 2014 e cuja a validade irá expirar definitivamente em junho deste ano. Sobre o pedido de novo concurso para 1.177 vagas, sendo 951 para agente administrativo (de nível médio, com iniciais de R$3.527,22), o ministério informou que a demanda terá que ser revista, devido à fusão com o Ministério da Previdência Social. Ainda não se sabe se a nova solicitação será enviada ao Planejamento este ano.